Há já algumas semanas que trabalhamos na preparação da 6ª Expedição ao Montado, recuperando parte do trabalho que tínhamos já preparado para o passeio de Outono, o qual readaptámos para o passeio de primavera.  Queremos propor-lhe uma viagem de 2 dias que o vai levar de Avis para Alter do Chão no primeiro, e de Alter para Coruche no segundo, terminando com um muito saboroso almoço tradicional servido no campo.

O programa que preparámos é um pouco diferente do que fizémos nas edições anteriores, pois começa durante a tarde de sábado e termina após o almoço de domingo, procura permitir que todos aqueles que queriam vir connosco possam fazer a totalidade do passeio. 

Ao começar após o almoço em Avis  dará tempo suficiente para mesmo os participantes que vêm dos pontos mais distantes,  que esperamos tanto de norte como de sul, possam fazer a viagem tranquilamente na manhã de sábado até Avis, almoçarem calmamente e às 2 da tarde estarem junto a nós bem no centro desta acolhedora vila Alentejana. Com isto eliminámos a necessidade dos participantes terem que vir ainda na sexta feira, e despenderem mais uma noite para conseguirem estar a tempo e horas.  É claro que quem quiser vir mais cedo para Avis poderá fazê-lo e aproveitar para pernoitar na zona, mas o programa está concebido para que isso não seja necessário.  Para quem tem crianças, em particular as mais pequenas, também fica mais simples a gestão da familia, pois não é necessário tirar os miudos da cama de madrugada.

Já no domingo temos pela frente uma longa viagem pelas florestas do Alentejo e Ribatejo, percorrendo montados de azinho e sobro, pinhais, eucaliptais e pomares até chegarmos ao ponto onde será servido o delicioso e incontornável cozido em lume de chão.  Sairemos cedinho de Alter em direção á aldeia de Cunheira, para visitar a Olimel.  Depois viajaremos até Ponte de Sor para passarmos pela Feira dos Sabores, uma feira de produtos regionais onde poderemos também "recarregar" as baterias.  Daqui até Coruche teremos muitos quilómetros para percorrer, parando já mesmo na ponta final para fazermos a habitual plantação de sobreiros. Depois um troço muito curtinho levara-nos até ao ponto do almoço e onde será o fim do passeio. As nossas previsões dão a chegada a Coruche após as 14 horas, pelo que o almoço irá prolongar-se para que todos possam calmamente desfrutar da refeição e do convívio que será finalmente possível.

O regresso a casa será feito já com o sol a começar a descer, mas ainda assim com o tempo necessário para que todos, mesmo os que virão de longe, consigam chegar sem o ter que fazer já de madrugada.

Estas modificações no programa permitiram também que o valor da inscrição de 2017 fosse inferior ao de 2016, mas ainda assim mantendo um programa interessante e completo, e com muitas paragens novas face ao programa de 2016.

Falando ainda um pouco mais do programa, o primeiro dia será aquele em que incluímos mais visitas e a componente cultural. Temos vários pontos para visitar em Avis antes de nos fazermos à estrada, e depois na viagem até Alter do Chão iremos atravessar uma das maiores machas de montado da região.  Em Alter teremos várias visitas também, e esperamos que São Pedro esteja do nosso lado para que possamos todos apreciar o por do sol a partir de Alter Pedroso, uma antiga localidade muito próxima de Alter do Chão.  O jantar, com 2 pratos principais, irá ser servido no restaurante do Hotel Convento d'Alter.   O domingo, será um dia mais destinado á viagem e gastronomia, com três das 4 paragens já previstas a terem alguma relação com comida.

Quanto ao Hotel que recomendamos, é precisamente o Convento d'Alter, onde também iremos jantar, que é uma unidade de 4 estrelas localizada em Alter do Chão.  Os nossos participantes terão um desconto na dormida.  Caso não deseje pernoitar neste hotel, Alter do Chão e as redondezas oferecem algumas alternativas de qualidade que poderá utilizar.

Um ponto que convém explicar e que está diferente daquilo que temos feito: Os nossos participantes habituais já terão reparado que não temos o pequeno almoço de domingo no programa. Inicialmente esteve nos nossos planos, mas fomos chamados à atenção, e bem, de que nos alojamentos já está incluído o pequeno almoço, pelo que não faria sentido também nós incluirmos um pequeno almoço.

O programa ainda é provisório, pois ainda estamos a realizar contactos no sentido de podermos ter mais uma visita ou atividade em um ou mesmo nos dois dias.  Caso sejamos bem sucedidos, o programa irá ser corrigido com essas novidades.

Uma questão recorrente de várias pessoas que têm viaturas tipo SUV ou mesmo 4x4 destes mais recentes e que nos contactam é saberem se conseguirão fazer todo o percurso, mas mais importante do que isso, se vão danificar os carros.  É claro que sim que conseguem percorrer a totalidade dos caminhos e sem estragar nada, afinal o passeio está pensado precisamente para que todos consigam fazer toda a viagem sem problemas.  Sabemos que é complicado desmistificar a imagem de que os passeios de todo o terreno são para só andar a subir e descer montes, ou atravessar lamaçais com carros todos alterados.  Mas este passeio é muito diferente, e não é preciso trazer um carro artilhado até aos dentes para o poder fazer.  Carros do tipo Nissan Qashqai, X-Trail, BMW X1, X3, Mazda CX-5, Dacia Duster entre muitos outros tão populares nos nossos dias conseguem fazer toda a viagem sem o menor problema.  É uma oportunidade para poder trazer a família ou os amigos e desfrutar da sua viatura sem quaisquer receios.  Afinal, até são as próprias marcas que promovem estes carros como viaturas de lazer.  E se estes carros mais simples fazem a viagem descansados, então os 4x4 tradicionais ainda melhor a fazem.  Provalemente, alguns dos que me estão ler às tantas estarão a pensar: "Conversa, querem é apanhar-nos lá, depois aquilo até os para-choques arranca!"...  Se for esse o seu caso, que posso mais eu dizer.  Enquanto não vier uma vez connosco, nunca nenhum dos nossos argumentos poderá fazer sentido face a uma opinião pré-concebida.  Por isso aqui renovo o desafio: Venha e surpreenda-se.

Quase a terminar esta publicação, falta ainda dizer que as inscrições já estão abertas, e quem desejar preencher a ficha de inscrição já o pode fazer.

Em Abril iremos estar em Lisboa, na FIL, de 5 a 9 desta vez num espaço que estará integrado no Moto Show.  Quem for ver as motos, pode visitar-nos por lá.

Espero poder contar consigo na 6ª Expedição ao Montado.

 

Hélder Custódio