•    História, cultura e tradição do Alentejo à mesa dos participantes

Se existe elemento que define o Alentejo é sua gastronomia de qualidade ímpar. As receitas que hoje em dia são utilizadas e cada vez mais apreciadas tanto pelos habitantes locais como pelos forasteiros têm as suas raízes em épocas muito remotas. 
A cozinha Alentejana aposta sobretudo em produtos locais, confecionando pratos relativamente simples, mas de um paladar absolutamente delicioso. O pão, as ervas do campo, as carnes e peixes, os vinhos, o azeite e a doçaria popular, conferem aos pratos alentejanos uma identidade única que nos dias de hoje ainda representam todo o saber e as tradições que foram sendo acumulados ao longo de milénios e que se projetam num futuro que cada vez mais valoriza a genuinidade.
A "II Expedição Por Terras da Ordem" irá fazer uma visita por alguns destes saberes e sabores durante os dois dias que durará o passeio, esperando surpreender os participantes com a qualidade das refeições que iremos propor para recuperar as energias gastas durante a viagem.

Hoje vamos dar-lhe a conhecer os principais momentos gastronómicos do passeio de 12 e 13 de Novembro:


Almoço em Ponte de Sor no dia 12: 
A primeira grande refeição do passeio será composta por um prato de peixe e um prato de carne.
Muito embora sendo um "habitante recente" do Alentejo, o Achigã depressa conquistou não só os pescadores desportivos, como também os cozinheiros que introduziram este peixe nas suas receitas. É por muitos considerado o melhor peixe de água doce, sendo particularmente apreciado grelhado.  Não é conhecido de todos, mas prometemos que quem não conhece vai ficar fã.   Como seu companheiro poderemos também vir a ter uma espécie muito semelhante, o Lúcio Perca, igualmente saboroso e conhecido e reconhecido exatamente pelos mesmos motivos que o Achigã.
Para segundo prato escolhemos um misto de carnes, também grelhado, pois pela frente ainda teremos muitos quilómetros até Alter do Chão, e está é a melhor opção continuar a viagem no seu SUV ou 4x4.
 

Jantar em Alter do Chão no dia 12:
Caso o clima o permita, ainda antes de chegarmos ao restaurante, iremos ser recebidos pelos nossos anfitriões no topo da colina de Alter Pedroso, onde poderemos assistir ao pôr do sol sobre os montados e olivais da região.  A viagem continuará ainda com mais uma visita antes do esperado jantar. 
Terminada a viagem do primeiro dia, os participantes irão jantar no restaurante do Hotel Convento de Alter. Este restaurante é recomendado pelo Guia Michelin, e integra uma unidade hoteleira de 4 estrelas.
Também para esta refeição escolhemos uma ementa com dois pratos, um de peixe e outro de carne. Começando pelo peixe, teremos o tradicional e muito apreciado bacalhau, aqui apresentado como especialidade da casa, confecionado com mel e açafrão. Este prato que na sua base tem um dos mais tradicionais elementos da nossa gastronomia fará uma curiosa ligação entre os dois dias do passeio integrando o mel e o açafrão. O mel que iremos ver e provar na empresa Olimel que visitaremos na tarde de dia 12, e o Açafrão que o Município de Alter do Chão nos apresentará durante a visita ao Castelo de Alter na manhã de dia 13.
Para segundo prato escolhemos uma carne há muito usada nesta região - O pato.  As aves de capoeira desde há muito que são uma fonte de carne, integrando as ementas desde os camponeses até aos reis, por isso escolhemos como prato de carne o Arroz de Pato à Antiga, que irá recordar as origens conventuais do restaurante.

Almoço em Avis no dia 13:
O dia 13 será mais curto, com a viagem a terminar nas margens da Barragem do Maranhão, onde nos irá ser servido o almoço.
Muito provavelmente muitos daqueles que virão connosco terão pela frente uma longa viagem de regresso a casa.  Por isso a organização selecionou uma refeição um pouco mais leve, com um prato de uma das carnes mais populares no alentejo: A carne de porco.
Usado desde sempre como elemento da alimentação dos habitantes desta região, a carne de porco terá talvez na gastronomia alentejana um dos seus expoentes máximos, onde mesmo pratos simples deliciam que tem a possiblidade de os saborear.
Como companheiro de prato iremos ter as também muito tradicionais migas, acompanhadas dos também muitos coentros que dão sabor e aroma a tantos pratos desta região.
Esta refeição irá assim ter como prato principal um delicioso Entrecosto de Porco Frito com Migas de Coentros.
 


EMENTAS COMPLETAS

ALMOÇO EM PONTE DE SOR - DIA 12
Entradas regionais (tábua enchidos e queijos, azeitonas em alho e azeite, cogumelos...)
Sopa: Sopa de legumes
Prato de peixe: Lúcio perca ou achigã grelhados
Prato de carne: Mista de carnes grelhadas
Sobremesas: Pudim de leite condensado e salada de frutas
Bebidas: Vinho monte da cal branco ou tinto, sangria, águas e refrigerantes
Café

JANTAR EM ALTER DO CHÃO - DIA 12
Entrada: Couvert, Entradas Regionais 
Sopa: Creme de Coentros
Prato de Peixe: Lombo de Bacalhau à Convento com Mel e Açafrão
Prato de Carne: Arroz de Pato à Antiga
Sobremesa: a indicar posteriormente
Bebidas: Vinho Branco e Tinto, Laranjada e água
Café

ALMOÇO DE DIA 13 EM AVIS:
Entradas: a indicar posteriormente
Sopa: Sopa de legumes
Prato Principal: Entrecosto frito com Migas de Coentros
Sobremesas: Doces, Pudim de ovos
Bebidas: Vinho tinto e vinho branco , cerveja, água, refrigerantes
Café   

*Participantes com necessidades alimentares especiais, devem por favor contactar a organização.

** Estas ementas poderão sofrer alterações caso tal se justifique


Luís Pirralho: "O grande problema de escolher os pratos para este nosso espetacular passeio é mesmo a excecional qualidade de todas as propostas que nos apresentaram. O Alentejo tem destas coisas, e nós tivemos alguma dificuldade em escolher porque tudo nos parecia delicioso.   Acabámos por fazer uma seleção de pratos, que são uma excelente representação culinária da região, e que na sua maioria têm as suas raízes perdidas no tempo.  Talvez aqui o elemento mais recente sejam mesmo as variedades de peixe do rio, muito embora os outros peixes existentes aqui na região sejam desde há muito elementos integrantes das dietas dos habitantes locais."
Hélder Custódio: "Procurámos propor aos nossos participantes uma seleção de pratos de muita qualidade, que sejam típicos da região, e que utilizem sobretudo elementos locais. O elemento estranho é mesmo o bacalhau, mas é utilizado há tantos anos que já é mais Português do que Norueguês. De resto os peixes do almoço de dia 12 são das águas da região, todas as carnes utilizadas também serão da região, os coentros uma das ervas aromáticas de eleição da gastronomia alentejana, o Açafrão tem origem Alter do Chão e o mel, e tudo o resto é daqui. Esperamos pois que seja do agrado dos nossos participantes."

Nota importante sobre as inscrições:
Apesar das inscrições do passeio continuarem abertas até dia 9 de novembro, só as inscrições feitas até dia 13 de Outubro têm alojamento de 12 para 13 automaticamente garantido caso não se atinja a capacidade do hotel. Após esta data, os participantes devem contactar a organização para saberem se ainda existe disponibilidade de quartos no hotel.

 

Recomendação:  Quem desejar pernoitar no dia (11 para 12) antes do passeio nas proximidades do ponto de partida, sugerimos o "Montes de Charme". A sua localização nas margens da Barragem do Maranhão com vista sobre a Vila de Avis é um ponto perfeito para a sua noite antes da grande aventura do fim de semana.

Por favor clique aqui para aceder ao site deste parceiro. LINK AQUI

 

II EXPEDIÇÃO POR TERRAS DA ORDEM é um passeio de todo o terreno turístico e cultural, de dificuldade baixa, acessível a SUV e 4x4.    É organizado pela X-Adventure e tem no Todoterreno.pt / Aventura.pt os seus principais parceiros.   
Este passeio tem como parceiros oficiais o Município de Avis, o Município de Ponte de Sor, o Município de Alter do Chão, a Região de Turismo do Alentejo e Ribatejo, a Olimel, o Montes de Charme, e finalmente, na divulgação em Espanha, a revista Código 4x4